sábado, 5 de agosto de 2017

Cientistas da IBM conseguem armazenar 330 TB de dados em fita cassete


Uma equipe de cientistas da IBM bateu o recorde mundial de armazenamento em fitas, após conseguir salvar 330 TB em uma fita cassete especial, que permitiu a gravação de cerca de 201 bilhões de bits por polegada quadrada.

A mídia foi desenvolvida pela Sony especificamente para esta tarefa e possui densidade cerca de 20 vezes maior do que os modelos vendidos atualmente. A experiência, segundo a desenvolvedora, indica que as fitas continuam sendo um meio confiável de armazenar dados por longos períodos de tempo.Os pesquisadores precisaram desenvolver novas tecnologias em áreas distintas, como aumentar a densidade da área de gravação. Algumas delas foram úteis para avançar a indústria de fabricação de fitas, um tipo de mídia que foi criada em 1962, quando sua capacidade total era de cerca de 2 MB, e, desde então, é usado para gravar diversos tipos de dados.

Tecnologia da IBM tornou fitas cassetes mais eficientes para armazenamento (Foto: Reprodução/IBM) 

A desvantagem da fita cassete como forma de armazenamento é ser uma mídia lenta para recuperação de dados, mas novos processos de fabricação que resultam, inclusive, em um custo menor por terabyte, tornam o formato mais atrativo para armazenar dados a longo prazo, inclusive para serviços na nuvem.





Fonte: www.techtudo.com.br    Por João Kurtz
Cientistas conseguiram armazenar 330 TB de dados numa fita cassete (Foto: Divulgação/IBM) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário