quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Conheça dez curiosidades sobre a poupança da Caixa


Abrir uma poupança pode ser uma boa opção para aqueles que pretendem guardar um dinheiro. Para iniciar a poupança na Caixa Econômica Federal, basta apresentar originais e cópias de um documento de identidade com foto, CPF e comprovante de residência em uma agência do banco. Pode-se aplicar qualquer quantia: não é exigido um valor mínimo de depósito. O cliente recebe um cartão magnético para compras no débito e operações como saques, depósitos, consultas e transferências.

Em lotéricas e Correspondentes Caixa Aqui, pode-se abrir uma Poupança apresentando apenas originais e cópias de um documento de identidade com foto e CPF. Os clientes com poupança simplificada também recebem um cartão magnético, mas a conta possui limite de saldo e movimentação mensal de R$ 3.000. Para transformá-la em um poupança convencional, basta apresentar a documentação pessoal e um comprovante de residência numa agência do banco.

A Caixa Agência de Notícias listou 10 curiosidades sobre a poupança:

1) A poupança está presente no portfólio da CAIXA desde a sua fundação, em 12 de janeiro de 1861

2) A primeira Poupança da CAIXA foi aberta pelo professor e historiador gaúcho Antônio Álvares Pereira Coruja, em 4 de novembro de 1861, uma segunda-feira, dia em que a CAIXA iniciou as suas operações

3) Nos anos anteriores à Lei Áurea, muitos escravos abriam poupanças na CAIXA para juntar dinheiro para comprar as suas cartas de alforria

4) Em 16 de novembro de 1861, Margarida Luíza, escrava de Joaquim José Madeira, abriu a caderneta de poupança nº 59 da história da CAIXA. Ela encerrou a conta três anos mais tarde, no dia 5 de janeiro de 1865, retirando os 353.542 réis com os quais comprou a sua carta de alforria

5) Quando morreu, em 1908, aos 69 anos, Machado de Assis tinha 3 contos e 79.663 réis depositados na caderneta 14.304 (2ª série) da CAIXA. O Bruxo do Cosme Velho havia aberto a conta 34 anos antes, em 1875, e nunca deixou de poupar

6) O imortal Austregésilo de Athayde foi dono da caderneta de poupança mais longeva da história da CAIXA. Aberta em 10 de setembro de 1918, com um depósito de dez mil-réis, a conta se manteve ativa até a morte do jornalista, em 1993

7) Escavações realizadas na Grécia revelaram a existência, vários séculos antes de Cristo, de artefatos utilizados como cofres particulares – precursores de porquinhos, latinhas e Poupançudos

8) A CAIXA realizou a sua primeira campanha de distribuição de cofrinhos em 17 de junho de 1933. Nesse dia, um sábado, cerca de 25 mil cariocas foram a uma agência do banco no Meyer para tentar garantir a sua

9) Os cofrinhos mais famosos da CAIXA foram criados em 2006. Ao longo de algumas gerações, os Poupançudos Badu, Ico, Balum, Zoio, Jijo, Barrico e Neo viraram álbum de figurinhas, ringtone, astros do rock, hotsite, adesivos, game de celular e jogadores de futebol

10) A Poupança da CAIXA teve uma série de slogans ao longo dos anos. Um dos mais famosos foi criado nos anos 1940: “De cruzeiro em cruzeiro, se faz um milheiro”.





Nenhum comentário:

Postar um comentário